MENU

História Resumo

Idade Média

A idade Média, também conhecida como Era Medieval ou Idade das trevas, inicia com a queda do Império Romano do Ocidente em 476 d.C. e termina em 1453 com a tomada de Constantinopla pelos turcos Otomanos.

Durante todo esse período a igreja teve forte influência sobre a sociedade. E o feudalismo foi o sistema político, social e econômico da época, sendo que muitos estados europeus foram criados nesta época como França, Inglaterra, Dinamarca, Portugal e Espanha.

O primeiro grande Império durante a Idade Média é o Império Bizantino, que foi nada mais que o Império Romano do Oriente, ou seja, a continuação direta do antigo Império Romano mais com algumas diferenças como a língua grega como predominante em contraste com a língua latina do império Romano do Ocidente e caracterizado também por uma igreja cristã do Estado. Esse império sobreviveu por mais de 1000 anos e sua queda vai ser o marco para a entrada da humanidade para a Idade Moderna.

Outro grande destaque da Idade Média é o surgimento da civilização islâmica junto com o islamismo, a religião fundada por Maomé, que logo após a sua morte inicia um período de expansão islâmica com a criação de um vasto Império Árabe muçulmano.

Já na parte ocidental da Europa após a queda do império Romano do Ocidente e durante a idade Média alguns povos que eram conhecidos como bárbaros se destacaram, entre eles os Francos que influenciaram a criação de vários estados europeus como Itália, Alemanha e França. O principal nome do Reino dos Francos foi Carlos Magno (742 – 814), que incorporou a maior parte da Europa Ocidental e Central e foi responsável pelo renascimento das artes, religião e cultura por meio da Igreja Católica.

Com o enfraquecimento dos sucessores de Carlos Magno a partir do século IX até o século XII, uma nova organização social, política e econômica se firmava com o nome de feudalismo que favoreceu o fortalecimento da igreja nos campos religiosos, econômicos e políticos da época e o aparecimento da cavalaria e consequentemente as cruzadas.

As cruzadas foram movimentos militares de inspiração cristã que partiam da Europa Ocidental em direção a Terra Santa (Palestina), e a cidade de Jerusalém com o intuído de conquista-la, mantendo o domínio cristão. Estes movimentos estenderam-se entre os séculos XI e XIII, época em que a Palestina estava sob controle dos turcos muçulmanos.

Durante o século XIII, em 1206 sob o comando de Gêngis Khan, os mongóis se unificaram e iniciaram uma expansão sem precedentes que em 20 anos alcançaram os que os romanos levaram séculos para construir, surgindo o poderoso Império Mongol que atingiu a maior extensão territorial de um império na História, sendo ultrapassado somente em 1920 pelo Império Britânico.

Com a presença unificadora dos mongóis sobre uma imensa área da Ásia ressuscitaram o comércio nas antigas rotas de caravanas; isso também ajudou a peste bubônica conhecida como peste negra a mover-se em direção a Europa que mais tarde teria dizimado um terço da população da época no continente europeu.

Por fim, os principais eventos que ocorreram na transição da Idade Média para a Idade Moderna foram:


Destaques da Idade Média





Cronologia da Idade Média