MENU

01/04/2017

Álbum de fotos

Cobija - Bolívia

Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo


Cobija - Bolívia - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Cobija - Bolívia - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Cobija - Bolívia - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Cobija - Bolívia - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Cobija - Bolívia - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Cobija - Bolívia - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Cobija - Bolívia - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Cobija - Bolívia - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Cobija - Bolívia - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Cobija - Bolívia - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Cobija - Bolívia - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Cobija - Bolívia - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Cobija - Bolívia - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Cobija - Bolívia - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Cobija - Bolívia - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Cobija - Bolívia - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Cobija - Bolívia - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Cobija - Bolívia - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Cobija - Bolívia - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Cobija - Bolívia - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo



Cobija


Cobija é uma cidade da Bolívia, capital do departamento de Pando e da província de Nicolás Suárez. No censo realizado em 2001, possuia uma população de 20.987 habitantes, a população estimada para 2005 era de 26.872. Hoje, possui 55.692 habitantes.
Está situada a beira do Rio Acre, na fronteira com o Brasil, tendo Brasileia e Epitaciolândia como vizinhos, a uma altitude de 235 metros acima do nível do mar com um clima tropical e chuvoso. Cobija tinha dois aeroportos (um deles em funcionamento ainda, o Anibal Arab, possui uma pista asfaltada de 2.000 metros) e está conectada através de uma estrada com a cidade de El Choro, no departamento do Beni, a qual às vezes não é transitável no período das chuvas.
Cobija foi fundada em 1906 com o nome de Bahía, mudou seu nome para o atual em 1908 em homenagem ao antigo porto de mar boliviano Cobija (Lamar) no Oceano Pacífico. Cobija experimentou um auge econômico na década de 1940 graças a implantação da indústrial de borracha. É a capital de departamento menos habitado do país.




Bolívia


Bolívia (pronúncia em português europeu: [buˈlivjɐ]; pronúncia em português brasileiro: [boˈliviɐ]; em castelhano: Bolivia, pronunciado: [boˈliβja]; em quíchua: Buliwya; em aimará: Wuliwya; em guarani: Volívia), oficialmente Estado Plurinacional da Bolívia[8][9] (em castelhano: Estado Plurinacional de Bolivia; em quíchua: Buliwya Mamallaqta; em aimará: Wuliwya Suyu; em guarani: Tetã Volívia), é um país encravado no centro-oeste da América do Sul. Faz fronteira com o Brasil ao norte e leste, Paraguai e Argentina ao sul, e Chile e Peru ao oeste.
Antes da colonização europeia, a região andina boliviana fazia parte do império Inca — o maior império da era pré-colombiana. O império Espanhol invadiu e conquistou essa região no século XVI. Durante a maior parte do período colonial espanhol, este território era chamado Alto Peru ou Charcas e encontrava-se sob a administração do Vice-Reino do Peru, que abrangia a maioria das colônias espanholas sul-americanas. Após declarar independência em 1809, dezesseis anos de guerras se seguiram antes do estabelecimento da república, instituída por Simón Bolívar, em 6 de agosto de 1825. Desde então, o país tem passado por períodos de instabilidade política, ditaduras e problemas econômicos.
A Bolívia é uma república democrática, dividida em nove departamentos. Geograficamente, possui duas regiões distintas, o altiplano a oeste e as planícies do leste, cuja parte norte pertence à bacia Amazônica e a parte sul à Bacia do Rio da Prata, da qual faz parte o Chaco boliviano. É um país em desenvolvimento, com um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) médio e uma taxa de pobreza que atinge cerca de 60% da população. Dentre suas principais atividades econômicas, destacam-se a agricultura, silvicultura, pesca, mineração, e bens de produção como tecidos, vestimentas, metais refinados e petróleo refinado. A Bolívia é muito rica em minerais, especialmente em estanho.
A população boliviana, estimada em 10 milhões de habitantes, é multiétnica, possuindo ameríndios, mestiços, europeus, asiáticos e africanos. A principal língua falada é o espanhol, embora o aimará e o quíchua também sejam comuns. Além delas, outras 34 línguas indígenas são oficiais. O grande número de diferentes culturas na Bolívia contribuiu para uma grande diversidade em áreas como a arte, culinária, literatura e música.