MENU

16/12/2010

Álbum de fotos

Montevidéu - Uruguai UY

Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo


Montevidéu - Uruguai UY - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Montevidéu - Uruguai UY - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Montevidéu - Uruguai UY - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Montevidéu - Uruguai UY - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Montevidéu - Uruguai UY - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Montevidéu - Uruguai UY - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Montevidéu - Uruguai UY - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Montevidéu - Uruguai UY - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Montevidéu - Uruguai UY - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo
Montevidéu - Uruguai UY - Viagem Volta ao Mundo - Just Go #JustGo



Montevidéu



Montevidéu (português brasileiro) ou Montevideu (português europeu) (pronunciado, respetivamente: [mõteviˈdɛw] e [mõtɨviˈdew]; em castelhano Montevideo, pronunciado: [monteβiˈðe.o]) é a capital e maior cidade do Uruguai. É também a sede administrativa do Mercosul, da ALADI e capital do departamento homônimo, o de menor extensão entre os dezenove existentes no país. Localiza-se na zona sul do país, às margens do rio da Prata e é a cidade latino-americana com a maior qualidade de vida[1] e se encontra entre as 30 cidades mais seguras do mundo.
Em 2004, possuía uma população de aproximadamente 1 325 968 habitantes. Porém, considerando a sua área metropolitana, Montevidéu alcança 1 668 335 habitantes, aproximadamente metade da população total do país.
A cidade se encontra em uma zona geográfica que se caracteriza como a rota principal de movimentação de cargas do Mercosul. Por sua vez, conta com uma baía ideal que forma um porto natural, sendo o mesmo o mais importante do país, pela qual saem e entram as mercadorias que se importam e se exportam.




Uruguai



Uruguai (em castelhano: Uruguay, pronunciado: [uɾuˈɣwaj]), oficialmente República Oriental do Uruguai (em espanhol: República Oriental del Uruguay, pronunciado: [reˈpuβlika oɾjenˈtal del uɾuˈɣwai]), é um país localizado na parte sudeste da América do Sul. Sua população é de cerca de 3,5 milhões de habitantes,[10] dos quais 1,8 milhão vivem na capital, Montevidéu, e em sua área metropolitana. Estima-se que entre 88% e 94% da população possua ascendência principalmente europeia ou mestiça.[11] A única fronteira terrestre do Uruguai é com o estado brasileiro do Rio Grande do Sul, no norte, sendo a segunda menor fronteira do Brasil com outro país sul-americano. Para o oeste encontra-se o rio Uruguai e a sudoeste situa-se o estuário do rio da Prata. O país faz fronteira com a Argentina apenas em alguns bancos de qualquer um dos rios citados acima, enquanto que a sudeste fica o oceano Atlântico. O Uruguai é o segundo menor país da América do Sul, sendo somente maior que o Suriname.
A Colônia do Sacramento, o mais antigo assentamento europeu no Uruguai, foi fundada pelos portugueses em janeiro de 1680. Em 1777, com o Tratado de Santo Ildefonso, a colônia tornou-se uma possessão espanhola. A cidade de Montevidéu foi fundada pelos espanhóis no século XVIII como uma fortaleza militar. O Uruguai conquistou sua independência do Império do Brasil entre 1810 e 1828, após guerras que envolveram Espanha, Portugal, Argentina, além do próprio Brasil. Atualmente, o país é uma democracia constitucional, onde o presidente cumpre o papel de chefe de Estado e chefe de governo. Segundo a Transparência Internacional, o Uruguai é classificado como o país menos corrupto da América Latina (seguido pelo Chile em segundo).
O Uruguai é um dos países economicamente mais desenvolvidos da América do Sul, com um dos maiores PIB per capita, em 48.º lugar no índice de qualidade de vida (2011) e no 1.º em qualidade de vida/desenvolvimento humano na América Latina, quando a desigualdade é considerada.[13] Foi o país latino-americano melhor classificado no Índice de Prosperidade Legatum.[14] Durante a crise financeira de 2008–2009, o país foi o único do continente americano que não passou por uma recessão econômica técnica (dois trimestres consecutivos de retração).[15] O Uruguai é reembolsado pela Organização das Nações Unidas pela maioria dos seus gastos militares, visto que a maior parte desses gastos é implantada nas forças de paz da ONU.
O país é conhecido por ser pioneiro em medidas relacionadas com direitos civis e democratização da sociedade.[16] Em 1907, foi o primeiro país a legalizar o divórcio e, em 1932, o segundo país da América a conceder às mulheres o direito ao voto.[16] Em 2007, foi o primeiro país sul-americano a legalizar uniões civis entre pessoas do mesmo sexo[17] e a permitir a adoção homoparental.[18] Em 2013, o país se tornou a segunda nação sul-americana a aprovar o casamento entre pessoas do mesmo sexo[19] e o primeiro do mundo a legalizar o cultivo, a venda e o consumo de cannabis,[20] o que levou a revista britânica The Economist a classificar o Uruguai como o país do ano de 2013, pela promoção de "reformas inovadoras que não se limitam apenas a melhorar um país, mas que, se imitadas, poderiam beneficiar o mundo".[21][22] A Reader's Digest também classificou o Uruguai como o nono país "mais habitável e verde" do mundo e o primeiro na América.