Clima e relevo no estado de Santa Catarina



O clima é um elemento importante porque exerce influência direta na vegetação, nos animais e se reflete na mudança das paisagens dos lugares.

No estado de Santa Catarina há o predomínio do clima subtropical úmido, que se caracteriza por apresentar as quatro estações do ano bem definidas, com variações de temperatura de acordo com o relevo. No Planalto Serrano, por exemplo, em que as altitudes chegam a 1 820 m, no inverno pode até nevar, enquanto no litoral, no oeste e sudeste, as temperaturas são mais elevadas. As chuvas, ainda, são bem distribuídas ao longo do ano.


Inverno catarinense. Estrada SC-439 com neve – Morro da Igreja da cidade de Urubici.


 Inverno catarinense. Estrada SC-439 com neve – Morro da Igreja da cidade de Urubici.

Inverno catarinense. Estrada SC-439 com neve – Morro da Igreja da cidade de Urubici.

Inverno catarinense. Estrada SC-439 com neve – Morro da Igreja da cidade de Urubici – Imagem em Alta Resolução



O relevo


Observe no mapa a seguir as regiões do relevo de Santa Catarina.


Mapa do relevo de Santa Catarina


 Mapa do relevo de Santa Catarina

Mapa do relevo de Santa Catarina

Mapa do relevo de Santa Catarina – Imagem em Alta Resolução



Com as indicações da legenda você pode concluir que o estado de Santa Catarina possui um relevo bastante acidentado e com poucas planícies, sendo a maior parte do território formado por planaltos.

A Planície Costeira, representada no mapa por uma faixa estreita de terra ao longo do litoral, apresenta altitudes de até 200 m. Possui muitas praias arenosas e dunas, com pontas, penínsulas, enseadas, baías e lagunas.

Algumas áreas apresentam a Planície Fluvial, áreas planas que estão próximas aos rios, utilizadas para as atividades agrícolas e que ocorrem em pequenas extensões e em áreas isoladas.

A maior parte do território catarinense, 65%, é formada por terrenos planos e altos, localizados em sua maior parte no oeste do estado, com altitude entre 800 a 1 200 m, sendo conhecidos no seu conjunto como Planalto Ocidental. Nele há serras que recebem nomes locais como: Serra do Espigão, Serra do Iraní, da Pedra Branca, da Farofa, do Capanema, da Fartura.

Essa variação do relevo permitiu a construção de sete usinas hidrelétricas nos rios que cortam o estado.

Entre a porção mais alta do território catarinense e a parte mais baixa, aparecem as serras litorâneas, constituídas de dois conjuntos básicos que formam uma barreira que divide as terras altas e baixas: a Serra do Mar e a Serra Geral, que cortam o estado de norte a sul nas proximidades do litoral, marcando nitidamente a extensão de planícies e planaltos.


Algumas serras litorâneas são:

  • Boa Vista;
  • Tabuleiro;
  • Faxinais;
  • Itajaí, etc.

Alguns morros são:

  • Morro da Boa Vista, em Bom Retiro e Urubici com 1 827 metros;
  • Morro da Bela Vista, em Bom Retiro com 1 823 metros;
  • Morro da Igreja, em Bom Jardim da Serra com 1 822 metros;
  • Morro do Campo dos Padres, em Bom Retiro e Anitápolis, com 1 790 metros.

Na Serra da Boa Vista, em Urubici e Bom Retiro, localiza-se o morro mais alto do estado, com 1 827 metros.


Serra Catarinense, 2009. Rancho Queimado (SC).


 Serra Catarinense, 2009. Rancho Queimado (SC).

Serra Catarinense, 2009. Rancho Queimado (SC).

Serra Catarinense, 2009. Rancho Queimado (SC) – Imagem em Alta Resolução





Glossário


É importante o conhecimento sobre o tipo de relevo para a construção de estradas, plantações e até para a edificação de casas e construções de usinas hidrelétricas. Também vale lembrar que a vegetação exerce um papel fundamental na conservação do solo, pois protege as margens de rios, encostas de morros e serras da erosão.




 Clima e relevo no estado de Santa Catarina - SC

Conteúdo correspondente:

Juliana Francine Da Costa Silveira