Ribeirão Preto (Mesorregião)



Esta mesorregião é formada por 66 municípios agrupados em 7 microrregiões. A ocupação da região teve início a partir das fazendas para criação de gado bovino e se intensificou com a lavoura cafeeira que teve seu esplendor no século XIX e início do século XX.

A chegada da Estrada de Ferro Mogiana, em 1883, trouxe desenvolvimento para a região e possibilitou a expansão da cultura cafeeira que era o principal produto de exportação da época.

Com a abolição da mão de obra escrava, que aconteceu na região de Ribeirão Preto bem antes do restante do Brasil, chegaram os primeiros imigrantes italianos, espanhóis e austríacos para trabalhar na lavoura de café e também em algumas atividades urbanas. Os primeiros imigrantes japoneses que chegaram ao Brasil em 1908 se dirigiram e se fixaram nesta região, principalmente em Ribeirão Preto.

Atualmente, a agricultura se diversificou com as lavouras de soja, milho, laranja e principalmente cana-de-açúcar, pois a mesorregião é a mais tradicional e importante na atividade sucroalcooleira do estado. Há indústrias de suco de laranja, laticínios, e o destaque é também para a produção de fertilizantes e para a indústria farmacêutica.

A circulação na mesorregião é realizada por sistema intermodal, ferrovia servida por ótimo entroncamento de rodovias como a Anhanguera (SP-330 e SP-255), a rodovia Bandeirantes (SP-348) e a rodovia Fernão Dias (BR-381), que fazem a ligação do estado de Minas Gerais à região metropolitana de São Paulo e ao porto de Santos. Além disso, também está em fase de construção o terminal de alcoolduto e etanolduto.


Mesorregião de Ribeirão Preto


 Mesorregião de Ribeirão Preto

Mesorregião de Ribeirão Preto






Mesorregião de Ribeirão Preto



Microrregiões

Municípios

BARRETOS Barretos, Colina, Colômbia.
BATATAIS Altinópolis, Batatais, Cajuru, Cássia dos Coqueiros, Santa Cruz da Esperança, Santo Antônio da Alegria.
FRANCA Cristais Paulista, Franca, Itirapuã, Jeriquara, Patrocínio Paulista, Pedregulho, Restinga, Ribeirão Corrente, Rifaina, São José da Bela Vista.
ITUVERAVA Aramina, Buritizal, Guará, Igarapava, Ituverava.
JABOTICABAL Bebedouro, Cândido Rodrigues, Fernando Prestes, Guariba, Jaboticabal, Monte Alto, Monte Azul Paulista, Pirangi, Pitangueiras, Santa Ernestina, Taiaçu, Taiúva, Taquaral, Taquaritinga, Terra Roxa, Viradouro, Vista Alegre do Alto.
RIBEIRÃO PRETO Barrinha, Brodowski, Cravinhos, Dumont, Guatapará, Jardinópolis, Luís Antônio, Pontal, Pradópolis, Ribeirão Preto, Santa Rita do Passa Quatro, Santa Rosa de Viterbo, São Simão, Serra Azul, Serrana, Sertãozinho.
São Joaquim da Barra Guaíra, Ipuã, Jaborandi, Miguelópolis, Morro Agudo, Nuporanga, Orlândia, Sales Oliveira, São Joaquim da Barra.




Lavoura de café no estado de São Paulo


Lavoura de café no estado de São Paulo.

Lavoura de café no estado de São Paulo.




Etanolduto Riberão Preto-Paulínia


Etanolduto Riberão Preto-Paulínia.

Etanolduto Riberão Preto-Paulínia.




Ribeirão Preto: localizada no norte do estado, a cidade surgiu em meados do século XIX (1856)


Ribeirão Preto: localizada no norte do estado, a cidade surgiu em meados do século XIX (1856)

Ribeirão Preto: localizada no norte do estado, a cidade surgiu em meados do século XIX (1856), desenvolveu-se com a cultura do café e se tornou um dos maiores produtores de café do mundo. Atualmente se destaca pela cultura da cana-de-açúcar, recebendo o título de capital nacional do agronegócio. Apresenta padrão de vida elevado e tem um dos maiores parques tecnológicos do interior do estado.




Museu Histórico de Franca (SP)


 Museu Histórico de Franca (SP).

Franca, que já foi Arraial do Capim Mimoso, surgiu por causa da passagem de bandeirantes que iam em direção às jazidas de ouro das Minas Gerais. Atualmente se destaca como importante polo calçadista, em virtude da concentração de indústrias de calçados.





Glossário


Alcoolduto: tubulações que servem para transportar ou escoar o álcool e o etanol das regiões produtoras até as usinas e os portos.

Etanolduto: tubulações que servem para transportar o etanol até os portos.

Entroncamento: ponto onde se reúnem vários caminhos, rodovias ou ferrovias.







Conteúdo correspondente:

Juliana Francine Da Costa Silveira