Natureza e condições ambientais de São Paulo


As paisagens e as relações entre seus elementos



A natureza e os seus elementos produzem diferentes paisagens que são transformadas pelo ser humano para atender a suas necessidades de alimentação, moradia, entre outras. Portanto, as paisagens resultam da combinação de elementos naturais, culturais e humanizados.

Observe algumas paisagens do estado.


Praça principal da cidade de Cerqueira César (SP).


 Praça principal da cidade de Cerqueira César (SP).

Praça principal da cidade de Cerqueira César (SP).




Pedra do Baú em São Bento do Sapucaí (SP).


 Pedra do Baú em São Bento do Sapucaí (SP).

Pedra do Baú em São Bento do Sapucaí (SP).




Campinas – vista área.


Campinas – vista área.

Campinas – vista área.



Você observou nas imagens que os espaços podem ser muito modificados pela interferência do ser humano, podem sofrer pouca interferência ou nenhuma.

Chamamos de paisagens culturais ou humanizadas aquelas que possuem elementos naturais e culturais.

Ao observar uma paisagem é possível identificar os elementos que atuam sobre um determinado espaço. Veja a paisagem a seguir.



Pirapora do Bom Jesus (SP), às margens do Rio Tietê.


 Pirapora do Bom Jesus (SP), às margens do Rio Tietê.

Pirapora do Bom Jesus (SP), às margens do Rio Tietê.



A paisagem retratada é constituída por elementos culturais e naturais. Os elementos culturais são: a cidade, as ruas, as pessoas, as edificações; e os naturais são constituídos por vegetação, relevo, clima, solo e rio.

Os elementos naturais exercem influência uns sobre os outros. Por exemplo, a vegetação de um lugar se relaciona com o tipo de clima, solo e relevo, ou seja, depende desses elementos.

Vamos conhecer melhor esses elementos.


Vegetação: conjunto de plantas nativas que adquirem características em função do clima, relevo e umidade.



Vegetação nativa da Mata Atlântica no litoral norte do estado de São Paulo.


 Vegetação nativa da Mata Atlântica no litoral norte do estado de São Paulo.

Vegetação nativa da Mata Atlântica no litoral norte do estado de São Paulo.



Relevo: formas que se apresentam na superfície terrestre, como planícies, morros, serras, planaltos, vales e depressões.


Cuesta de Botucatu.


Cuesta de Botucatu.

Cuesta de Botucatu.



Solo: camada mais superficial da terra onde plantamos e construímos nossas moradias. O solo é composto por matéria orgânica e minerais.


O solo é composto por matéria orgânica e minerais.


 O solo é composto por matéria orgânica e minerais.

O solo é composto por matéria orgânica e minerais.



Rios: cursos fluviais em que o traçado e a velocidade de suas águas dependem muito do tipo de relevo por onde correm.

O rio Tietê é o maior rio do estado, com 1 100 km de extensão. Ele nasce na Serra do Mar, a 840 m de altitude no município de Salesópolis, e cruza o estado no sentido sudeste-noroeste até desaguar no Rio Paraná, na divisa com o Mato Grosso do Sul.

O rio Tietê cruza a região metropolitana e, na capital, é margeado pela via expressa conhecida como marginal do Tietê.

Ao longo de seu percurso há várias hidrelétricas e parte do seu trecho tornou-se navegável, a hidrovia Tietê-Paraná.


Clima: conjunto dos fenômenos atmosféricos, como temperatura, chuvas, altitude, latitude, os quais são medidos ao longo de alguns anos, em uma localidade ou região. O clima exerce forte influência no desenvolvimento das plantas e no regime dos rios.



O rio Tietê é o maior rio do estado, com 1 100 km de extensão.


  O rio Tietê é o maior rio do estado, com 1 100 km de extensão.

O rio Tietê é o maior rio do estado, com 1 100 km de extensão.









Conteúdo correspondente: