O relevo do estado de São Paulo



O mapa a seguir representa as regiões do relevo do estado de São Paulo. Observe:


Relevo de São Paulo - Mapa


 Relevo de São Paulo - SP - Mapa

Relevo de São Paulo - Mapa

Relevo de São Paulo - Mapa – Imagem em Alta Resolução



Com as indicações da legenda você deve ter concluído que o estado de São Paulo possui grandes conjuntos de relevo, como planaltos, planícies, serras e depressões, sendo a maior parte ocupada por planaltos.

Agora, vamos fazer uma viagem imaginária pelo estado, saindo do litoral (leste) até chegar ao oeste, para conhecer o tipo de relevo e suas características marcantes. Acompanhe no mapa.

O litoral ou planície costeira, representada no mapa por uma faixa de terras mais larga no sul que se estreita no litoral norte, desaparecendo em alguns locais, apresenta altitudes baixas. É nessa área que se iniciou a colonização do Brasil pelos portugueses. Lá se encontra a 1.a vila fundada no Brasil, São Vicente. Também é onde se localiza o Porto de Santos e o polo petroquímico de Cubatão.

A vegetação é rasteira nas áreas de restingas, submersas nos manguezais, várzeas e florestas na Mata Atlântica. Possui muitas praias como: Bertioga, São Sebastião, Caraguatatuba, Ubatuba (na direção norte); e Guarujá, Praia Grande, Mongaguá e Peruíbe (na direção sul).

Saindo do litoral e indo em direção ao oeste do estado, temos o Planalto Atlântico, onde se encontra a área mais populosa do estado, e onde está localizada a região metropolitana de São Paulo. Nas bordas do Planalto Atlântico aparecem as serras do Mar e da Mantiqueira, cadeia de montanhas com vegetação do bioma Mata Atlântica. Entre essas duas serras corre o Rio Paraíba do Sul e estão localizadas as cidades de São José dos Campos, Taubaté, entre outras.

A Serra do Mar recebe vários nomes de acordo com a localidade por onde passa, como: Serra do Paranapiacaba e Serra da Cantareira.


Serra do Paranapiacaba.


 Serra do Paranapiacaba.

Serra do Paranapiacaba.

Serra do Paranapiacaba – Imagem em Alta Resolução




Serra da Cantareira.


 Serra da Cantareira.

Serra da Cantareira.

Serra da Cantareira – Imagem em Alta Resolução



É na Serra da Mantiqueira que estão os pontos mais elevados do estado.


O Pico do Marins pertence à Serra da Mantiqueira e está localizado em Piquete (SP).


 O Pico do Marins pertence à Serra da Mantiqueira e está localizado em Piquete (SP).

O Pico do Marins pertence à Serra da Mantiqueira e está localizado em Piquete (SP). Com 2 420 m é o ponto mais alto do estado.

O Pico do Marins pertence à Serra da Mantiqueira e está localizado em Piquete (SP) – Imagem em Alta Resolução




A Pedra da Mina, com 2 798 m de altitude, é o ponto culminante da Serra da Mantiqueira.


 A Pedra da Mina, com 2 798 m de altitude, é o ponto culminante da Serra da Mantiqueira.

A Pedra da Mina, com 2 798 m de altitude, é o ponto culminante da Serra da Mantiqueira. Define as divisas entre os municípios de Queluz (SP) e Passa Quatro (MG).

A Pedra da Mina, com 2 798 m de altitude – Imagem em Alta Resolução



Continuando nossa viagem na direção oeste, deparamos-nos com a depressão periférica. Depressões são partes do relevo com altitudes inferiores às áreas ao seu redor, sendo algumas chamadas de depressão absoluta quando se encontram abaixo do nível do mar.

O relevo da depressão periférica é, em grande parte, plano com altitudes entre 400 e 550 m. Logo em seguida aparece uma forma de relevo chamada de cuesta.

As rochas que formam as cuestas são de origem basáltica e têm resistência diferente ao processo de erosão, por isso um lado se apresenta mais desgastado (erodido) que outro, dando uma forma de costas, daí a origem do nome.

Na região, as cuestas são conhecidas como Serra de Botucatu, Serra de São Pedro, Serra de São Carlos e Serra do Tabuleiro.

Uma característica marcante desse tipo de relevo é que apresenta solos muito férteis chamados de terra roxa, excelentes para o cultivo do café, principalmente nos municípios de Campinas, Sorocaba, Itu, Botucatu, entre outros. Atualmente, além do café são cultivadas lavouras de algodão, cana e laranja.

Seguindo nossa viagem em direção oeste, deparamos-nos com o Planalto Ocidental. Esse tipo de relevo ocupa a maior parte do oeste do estado. O terreno é levemente ondulado e vai se tornando cada vez mais baixo em direção ao oeste até encontrarmos o Rio Paraná, que faz a divisa natural entre o estado de São Paulo e o Mato Grosso do Sul. Algumas serras também são vistas no planalto, como a de Agudos e a de Batatais. Chegamos ao fim de nossa viagem!


Cuesta Botucatu


Cuesta Botucatu.

Cuesta Botucatu

Cuesta Botucatu – Imagem em Alta Resolução





Glossário


Planaltos: terrenos mais altos que as planícies que apresentam superfícies levemente onduladas, com altitudes superiores a 300 m nas altitudes em relação ao nível do mar.

Planície: região mais plana e de menor altitude, de 0 m até 200 m, com elevações pequenas.

Serra: é o nome que se dá ao conjunto de montanhas.




 O relevo do estado de São Paulo - SP

Conteúdo correspondente: