As águas do estado de São Paulo



Um dos recursos mais importantes da natureza é a água, essencial para os seres vivos. A água existente em nosso planeta está nos mares, nos oceanos (água salgada), nas calotas polares (em forma de gelo), nos lagos, no subsolo e nos rios (água doce).

O rio é uma corrente de água doce que geralmente tem sua nascente nas partes mais altas do relevo. É abastecido pelas águas das chuvas, pelo derretimento de geleiras, por um lago, um olho-d’água ou por águas subterrâneas. Os rios menores (afluentes) deságuam nos maiores (principais) e estes correm em direção às partes mais baixas do relevo, até desembocar nos oceanos.

O estado de São Paulo possui muitos rios que formam as bacias hidrográficas que banham as terras do estado. Bacia hidrográfica é o conjunto de rios que correm no mesmo sentido, orientados pelo relevo e a área da superfície terrestre, drenada ou banhada por este conjunto de rios.

Para entender melhor uma bacia hidrográfica, observe o desenho abaixo.


Esquema de uma bacia hidrográfica


  Esquema de uma bacia hidrográfica

Esquema de uma bacia hidrográfica




Vista aérea do rio Tietê, no trecho em que teve seu percurso canalizado ao atravessar a região Metropolitana de SP.


  Vista aérea do rio Tietê, no trecho em que teve seu percurso canalizado ao atravessar a região Metropolitana de SP.

Vista aérea do rio Tietê, no trecho em que teve seu percurso canalizado ao atravessar a região Metropolitana de SP.









Conteúdo correspondente: