A divisão estadual após a Proclamação da República


Em 1889, com a Proclamação da República no Brasil, grandes mudanças ocorreram. A divisão do país em províncias foi substituída pela divisão em estados, em que cada estado teria a sua própria constituição, passando a ser administrado por governadores.

No Rio de Janeiro com a proclamação da República, logo ocorreram problemas políticos que foram, com o tempo, lhe retirando a grandeza e o destaque conseguidos durante o Império.

Após a aprovação da sua primeira Constituição Estadual, em 9 de abril de 1892, a capital foi transferida para a cidade de Petrópolis, devido às agitações que ocorreram durante o governo do Marechal Floriano Peixoto nas cidades do Rio de Janeiro e de Niterói, e também à Revolta da Armada, ocorrida naquela época.


Mapa Político dos Estados Brasileiros em 1889

 Mapa Político dos Estados Brasileiros em 1889

Mapa Político dos Estados Brasileiros em 1889

Mapa Político dos Estados Brasileiros em 1889 – Imagem em Alta Resolução



Quase na metade do século XX, aconteceram algumas mudanças muito significativas na configuração dos estados brasileiros. Em 1943, o Brasil entrou na Segunda Guerra Mundial, conflito que durou de 1939 a 1945 e envolveu praticamente todos os países do mundo.

O governo federal brasileiro decidiu, nesse período, desmembrar sete territórios para administrá-los diretamente. Esses territórios eram considerados estratégicos, pois se encontravam em pontos importantes nas fronteiras do país. Eram eles: Acre, Amapá, Rio Branco, Guaporé, Ponta Porã, Iguaçu e o arquipélago de Fernando de Noronha.


Mapa Político dos Estados Brasileiros em 1943

 Mapa Político dos Estados Brasileiros em 1943

Mapa Político dos Estados Brasileiros em 1943

Mapa Político dos Estados Brasileiros em 1943 – Imagem em Alta Resolução



Terminada a Segunda Guerra Mundial, em 1945, cinco foram mantidos como territórios ligados diretamente ao governo federal: Acre, Amapá, Fernando de Noronha, Rio Branco (renomeado como Roraima) e Guaporé (batizado de Rondônia em homenagem ao Marechal Rondon, personagem que teve grande atuação no contato com os indígenas da região).

Ponta Porã e Iguaçu voltaram a fazer parte dos estados do Mato Grosso, Paraná e Santa Catarina. O território de Fernando de Noronha somente foi incorporado ao estado de Pernambuco em 1988.

Acre, Rondônia, Roraima e Amapá se tornaram estados apenas entre 1962 e 1988. A maior parte das mudanças aconteceram com o objetivo de facilitar a administração, principalmente em razão das grandes dimensões territoriais.

O estado do Tocantins foi criado em 1988, no norte de Goiás, e é o mais novo estado brasileiro.


Mapa Político dos Estados Brasileiros Atual

 Mapa Político dos Estados Brasileiros Atual

Mapa Político dos Estados Brasileiros Atual






 A divisão estadual após a Proclamação da República (RJ)

Conteúdo correspondente: