O Diário de Anne Frank


Quinta-feira, 27 de abril de 1943


Querida Kitty


A casa estremece de tantas brigas! Mamãe e eu, os Van Daan e papai, mamãe e a sra. Van Daan, todo mundo está zangado com todo mundo. Bela atmosfera, hem? A lista dos defeitos de Anne foi novamente exposta e cuidadosamente examinada.

O sr. Vossen já está no Hospital Binnengasthuis. O sr. Koophuis já se levantou, tendo a hemorragia cessado antes do que se esperava. Ele nos contou que o Cartório de Registro Civil foi ainda mais danificado pelo Corpo de Bombeiros, que, ao invés de limitar-se a apagar o fogo, ensopou tudo com água. Bem feito!

O Hotel Carlton ficou reduzido a destroços. Dois aviões ingleses carregados de bombas incendiárias caíram bem em cima do Offiziersheim [6]. Todo o quarteirão de VijzelstraatSingel foi destruído pelas chamas. Os reides aéreos sobre as cidades alemãs aumentam a cada dia. Não temos uma noite de tranqüilidade. Estou com olheiras profundas por causa da falta de sono. A comida é miserável; pela manhã, pão seco e um sucedâneo de café. Jantar: espinafre ou alface durante quinze dias, sem parar. Batatas de vinte centímetros de comprimento, adocicadas e com gosto podre. Quem quiser fazer um bom regime para emagrecer basta passar uma temporada no Anexo Secreto. Lá em cima, queixam-se amargamente, mas não encaramos isso como a maior das tragédias. Todos os homens que lutaram em 1940 ou foram mobilizados ou estão sendo chamados para trabalhar para der Führer, como prisioneiros de guerra. Acho que estão fazendo isso como precaução contra a invasão.


Sua Anne.




O Diário de Anne Frank - Links

Conteúdo correspondente: