O Diário de Anne Frank


Sábado, 25 de dezembro de 1943


Querida Kitty


Durante estes dias, agora que chegou o Natal, penso muito em Pim e no que ele me disse sobre o amor de sua juventude. O ano passado não compreendi o sentido de suas palavras tão bem como agora. Se ele tornasse a falar comigo, talvez eu pudesse mostrar que o compreendo.

Creio que Pim falou nisso porque ele, "que conhece o segredo de tantos corações", teve necessidade de expressar seus próprios sentimentos, uma vez na vida. Sim, porque de outra forma, Pim jamais fala de si mesmo, e não creio que Margot tenha idéia do que ele passou. Pobre Pim! A mim ele não engana que já esqueceu tudo! Disso ele nunca há de esquecer. Tornou-se muito tolerante. Espero tornar-me um pouco parecida com ele, sem ter de passar por tudo o que ele passou.


Sua Anne.




O Diário de Anne Frank - Links

Conteúdo correspondente: