O Diário de Anne Frank


Domingo, 13 de fevereiro de 1944


Querida Kitty


Desde sábado, muita coisa mudou para mim. Foi mais ou menos assim: eu sentia uma inquietação — e sinto ainda —, mas... aconteceu algo que me deixou um pouco menos angustiada.

Para minha grande alegria — serei muito sincera —, desde hoje de manhã notei que Peter não tirava os olhos de mim, o tempo todo. Mas não era o olhar de sempre, não sei explicar direito.

Sempre pensei que Peter estivesse apaixonado por Margot, mas ontem percebi que não era assim. Fiz um esforço especial para não olhar muito para ele, pois sempre que o fazia, ele estava também olhando para mim. Então, nem queira saber, senti uma sensação deliciosa invadir-me, mas uma sensação que não devo sentir muitas vezes.

Desejo ardentemente estar só. Papai notou que não estou igual aos outros dias, mas, sinceramente, não posso contar tudo a ele. "Deixem-me em paz, deixem-me só!", é o que gostaria de sair gritando. Quem sabe se um dia não ficarei mais só do que desejo?


Sua Anne.




O Diário de Anne Frank - Links

Conteúdo correspondente: