O Diário de Anne Frank


Sexta-feira, 16 de junho de 1944


Querida Kitty


Novos problemas: a sra. Van Daan está desesperada, fala em meter uma bala na cabeça, em cadeia, enforcamento, suicídio. Tem ciúme porque Peter confia em mim e não nela. Está ofendida porque Dussel não aderiu ao flerte como esperava, teme que o marido fume todo o dinheiro do casaco de peles, briga, emprega termos de baixo calão, grita, fica com pena de si mesma, ri e depois envereda por nova briga. Que se há de fazer com um espécime bobo e choramingão como esse? Ninguém a leva a sério, ela não tem caráter, reclama com todo mundo. O pior é que isso torna Peter grosseiro, Van Daan irritadiço e mamãe cínica. É uma situação horrível! Existe uma regra de ouro que não se deve esquecer: ria-se de tudo e não se importe com os outros! Parece egoísta, mas garanto que é a única salvação para quem tem que procurar consolação em si mesmo.

Kraler recebeu nova intimação para ir trabalhar na enxada durante quatro semanas. Está procurando tirar o corpo fora por meio de atestado médico e uma carta aqui do escritório. Koophuis quer operar o estômago. Todos os telefones particulares foram cortados ontem às onze da noite.


Sua Anne.




O Diário de Anne Frank - Links

Conteúdo correspondente: