Relevo do estado de Mato Grosso do Sul


Observe as imagens a seguir:


Serra da Bodoquena (MS)


 Serra da Bodoquena (MS)

Serra da Bodoquena (MS)

Serra da Bodoquena (MS) – Imagem em Alta Resolução




Trecho da BR-267, entre Bataguassu e Campo Grande, que apresenta relevo de colinas.


 Trecho da BR-267,  entre Bataguassu e Campo Grande, que apresenta relevo de colinas.

Trecho da BR-267, entre Bataguassu e Campo Grande, que apresenta relevo de colinas.

Trecho da BR-267, entre Bataguassu e Campo Grande, que apresenta relevo de colinas. – Imagem em Alta Resolução




Vista aérea do Parque Nacional da Serra da Bodoquena (MS)


 Vista aérea do Parque Nacional da Serra da Bodoquena (MS)

Vista aérea do Parque Nacional da Serra da Bodoquena (MS). Onde é possível observar as escarpas.

Vista aérea do Parque Nacional da Serra da Bodoquena (MS) – Imagem em Alta Resolução




Planície Pantaneira, Aquidauana (MS)


 Planície Pantaneira, Aquidauana (MS)

Planície Pantaneira, Aquidauana (MS)

Planície Pantaneira, Aquidauana (MS) – Imagem em Alta Resolução



Ao observar as imagens das formas da superfície terrestre, é possível perceber que as paisagens possuem diferentes formas naturais em sua superfície. Há lugares altos, baixos, montanhosos e planos, ou seja, o terreno é irregular.

Você deve ter percebido que a superfície terrestre é bastante irregular. O conjunto dessas formas da superfície terrestre é chamado de relevo.

Para indicar se o relevo é alto ou baixo, utilizamos a palavra altitude. A altitude indica a altura em relação ao nível do mar, que é considerado o nível de zero metro. Mas cuidado para não confundir altitude com altura, pois altura faz referência à medida de uma pessoa ou objeto da base ao topo.


O relevo é dinâmico, isto quer dizer que ele sofre transformações.


 O relevo é dinâmico, isto quer dizer que ele sofre transformações.

O relevo é dinâmico, isto quer dizer que ele sofre transformações.



O relevo é uma das formas naturais da paisagem e pode ser formado de duas maneiras: das forças internas da terra, como vulcões, terremotos e movimentação das placas tectônicas, como também podem se originar das forças externas que agem na superfície terrestre esculpindo o relevo como o vento, o sol, as águas pluviais e fluviais, que são os principais agentes da natureza que modelam ou transformam o relevo terrestre, desgastando e quebrando as rochas, processo conhecido como erosão. As partes das rochas que foram desgastadas são transportadas pelas águas das chuvas em direção às partes mais baixas do relevo, onde ocorre o processo de deposição por sedimentação, ou seja, os sedimentos ou fragmentos das rochas são depositados no solo.

Além da natureza, a ação do ser humano também pode acelerar as transformações sobre o relevo, por exemplo, quando um morro é “cortado” para dar passagem a uma estrada ou quando é aplainado para que algo seja construído sobre ele. Quando há desmatamento de terrenos inclinados e que provoca erosão e deslizamentos.

Vamos conhecer algumas formas de relevo:


Formas de relevo


 Formas de relevo

Formas de relevo



Agora veja o mapa que mostra as formas de relevo do estado do Mato Grosso do Sul.


Relevo do Mato Grosso do Sul


 Relevo do Mato Grosso do Sul

Relevo do Mato Grosso do Sul



Volte a observar o mapa de relevo e perceba que na porção leste do estado há relevo de planalto com superfície plana e altitudes variando de 300 a 800 m.

Enquanto que na parte oeste do estado o relevo predominante é de altitudes baixas entre 100 a 200 m – são as planícies inundáveis do Pantanal e que são formadas por sedimentos, cercando as planícies existem alguns terrenos mais altos, como chapadas, serras e maciços – exemplo: o Maciço de Urucum com 1 160 m, próximo à depressão do rio Paraguai, onde aparecem terrenos com escarpas e morrarias.

As maiores altitudes do estado estão na Serra de Maracaju e da Bodoquena, a qual tem o seu ponto culminante no Morro Grande, com 1 160 m de altitude.



Glossário


Placas tectônicas: é a parte da crosta terrestre (litosfera) separada por placas que estão assentadas sobre o magma e quando se movimentam exercem pressão uma sobre as outras, nas bordas das placas, provocando terremotos, maremotos e erupções de vulcões.

Águas pluviais: água das chuvas.

Erosão: é o processo de deslocamento de solos ou rochas da superfície, que provoca voçorocas enormes e buracos no solo.

Sedimentação: tipo de solo formado pelo depósito de fragmentos de rochas que são transportados pelo vento, pelas águas das chuvas e pelos rios para as partes mais baixas do relevo, onde são depositados. Neste caso, diz-se que são solos formados por sedimentação.




 Relevo do estado de Mato Grosso do Sul - MS

Conteúdo correspondente: