Recursos hídricos - Aquífero Guarani



Existe um enorme reservatório subterrâneo de água doce em nosso território. O aquífero Guarani é uma reserva subterrânea (lençol freático) de água doce (considerada até o momento a maior do mundo) localizada na região sul da América do Sul (partes do território do Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai).

Esse aquífero atravessa oito estados brasileiros: São Paulo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, totalizando 840 km2. A profundidade da reserva de água doce é de aproximadamente 1 500 m.

Segundo especialistas em hidrologia, a quantidade de água doce do aquífero seria capaz de abastecer a população mundial por mais de cem anos. Numa possível falta de água no futuro, esse recurso será de extrema importância para a humanidade.

O termo aquífero Guarani foi proposto numa reunião de pesquisadores de várias universidades em Curitiba, em maio de 1996. Foi uma forma de unificar a nomenclatura de um sistema aquífero comum a todos eles, e em homenagem à nação dos índios guaranis, que habitavam a área de sua abrangência.

Anteriormente, este aquífero era conhecido aqui no Brasil pelo nome de Botucatu, pelo fato de a principal camada de rocha que o compõe ser um arenito de origem eólica, reconhecido e descrito pela primeira vez no município de Botucatu, estado de São Paulo.


O aquífero Guarani é uma reserva subterrânea (lençol freático) de água doce (considerada até o momento a maior do mundo)


 O aquífero Guarani é uma reserva subterrânea (lençol freático) de água doce (considerada até o momento a maior do mundo)

O aquífero Guarani é uma reserva subterrânea (lençol freático) de água doce (considerada até o momento a maior do mundo)









Conteúdo correspondente: