MENU

Letra da Música

Eu Queria Mudar - Pacificadores

Eu Queria Mudar - Pacificadores

Eu queria mudar, eu queria mudar
Eu queria mudar, eu queria mudar
O meu mundo me ensinou a ser assim
Fazer a correria, os cana vim atrás de mim
Aprendi a ser esperto, aprendi a meter fita
No meio da malandragem, solto fumaça
Cresci numa quebrada onde não pode dar mole
Onde amigo e confiança com certeza não há

Eu queria mudar, eu queria mudar
Eu queria mudar, eu queria mudar
O meu mundo me ensinou a ser assim
Fazer a correria, os cana vim atrás de mim

Pulei o muro da escola pra correr atrás de pipa
Jogar conversa fora, biloca em fica
Matar gato de pedrada, rasgar o lixo do vizinho
É muita ocorrência pra um só menininho
É divertido aprontar, fazer o que é proibido
Pedra no telhado, brincadeira de bandido
Espingarda de madeira, mocinho e bandido
Vida loka desde cedo atrás dos inimigos
Mais folgado da rua tipo mais aloprado
Jeitinho de marrento, carinha de folgado
Odiava escola, classe ou centro de ensino
Dá meu chumbinho, dá meu brinquedo de matar menino
Muitas vezes minha mãe me chamou de capeta
Eu sou do tipo de cara que não vive sem treta
De tanto de escutar o nome, por ele eu atendo
Na madruga é nós na fita, puro veneno

Eu queria mudar, eu queria mudar
Eu queria mudar, eu queria mudar
O meu mundo me ensinou a ser assim
Fazer a correria, os cana vim atrás de mim
Aprendi a ser esperto, aprendi a meter fita
No meio da malandragem, solto fumaça
Cresci numa quebrada onde não pode dar mole
Onde amigo e confiança com certeza não há

Eu queria mudar, eu queria mudar
Eu queria mudar, eu queria mudar
O meu mundo me ensinou a ser assim
Fazer a correria, os cana vim atrás de mim

Passei infância no Caje, aprontei pra carai
Na fuga da lotérica a casa sempre cai
Se acostumar com as torturas é sempre difícil
Trabalho exige muito, roubar é meu vício
Na minha casa não tem plasma nem LCD
Tem uma LAN ali moscando cheia de PC

O meu mundo me ensinou a ser assim
Fazer a correria, os cana vim atrás de mim

Eu queria mudar, eu queria mudar
Eu queria mudar, eu queria mudar
O meu mundo me ensinou a ser assim
Fazer a correria, os cana vim atrás de mim

Esse mundo me ensinou a roubar, esse mundo me ensinou a matar
Esse mundo me ensinou a viver de um jeito que não dá pra mudar
Eu queria poder viver bem, eu queria um dia ser alguém
Infelizmente o que se quer não se tem
Preto rico um entre cem

Só sei fazer o errado, eu aprendi a ser assim
Quem vai por esse caminho logo encontra o fim
Pobre sem profissão nada consta, custa um montão
Fecharam as portas pra mim, roubar é minha profissão
Queria até ter um carro tunado estilo Sport
Pra conseguir um daqueles só sendo um patrão dos fortes
Ou conseguir um canal numa agência bancária
Ou sequestrar um playboy, filho de uma mãe milionária
Pensar honesto não dá
Nunca deu e nunca dará
Se quem governa o país também aprendeu a roubar
Eu roubo a mão armada, eles roubam no caô
Me chamam de bandidão, eu chamo eles de doutor

Eu queria mudar, eu queria mudar
Eu queria mudar, eu queria mudar
O meu mundo me ensinou a ser assim
Fazer a correria, os cana vim atrás de mim
Aprendi a ser esperto, aprendi a meter fita
No meio da malandragem, solto fumaça
Cresci numa quebrada onde não pode dar mole
Onde amigo e confiança com certeza não há

Eu queria mudar, eu queria mudar
Eu queria mudar, eu queria mudar
O meu mundo me ensinou a ser assim
Fazer a correria, os cana vim atrás de mim


Mais de sanderlei.com.br

Letras de Músicas - Song Lyrics
Em alta - Trends - Hot Videos
Tudo que rola no mundo musical, incluindo Billboard hot 100, música brasileira e muito mais.

PDF Domínio Público
Livros em PDF para Download
Lista completa de Livros em PDF para Download em Domínio Público

Poemas - Poesia
Amor é fogo que arde sem se ver
Amor é fogo que arde sem se ver, poesia de Luís Vaz de Camões

Just Go - Viagem Volta ao Mundo
#JustGo - Sanderlei Silveira

História Resumo
História em 1 Minuto
Cronologia do Universo | Cronologia da Terra | Pré-História | Idade Antiga | Idade das Religiões